Embarque

Saímos de casa as 8 da noite, tudo parado, mas foi bem tranquilo, pois estávamos com tempo sobrando.
Chegamos no aeroporto e a fila do Check In internacional estava enorme, mais de uma hora de espera.
Mas a moça da triagem nos colocou no preferencial e em menos de 5 minutos estávamos com as malas despachadas. Fui procurar o fiscal da receita federal e encontrei (a antipática) Sabrina Satto. Paguei de groupie e tirei uma foto, mas só para zoar mesmo .
Depois de tudo legalizado e declarado fomos comer e só tinha Mc Donalds.
Primeiro mico , eu vim com uma bota de couro velha que vou jogar fora, mas como um pé meu dói nela, coloquei uma meia grossa e no outro pé uma meia comum , ou seja, um pé de cada.
Mas quando passei no raio x a bota apitou e tive de tirar as botas. Eu com um pé de cada meia , tirei e sai correndo meio que com um pé cobrindo o outro. A fiscal olhou para o meu pé e riu e eu ainda disse : ainda bem que pelo menos são brancas né ?! Kkkk.
Fiquei com medo de acontecer o mesmo nos EUA, mas foi bem tranquilo, isso eu conto na segunda parte.
Fomos para o portão 13, nosso embarque dizia isso, mas estava tão vazio que estranhei e dizia o tempo todo que algo não estava certo.
Na hora do vôo descobrimos que haviam trocado nosso portão de embarque, mas descobrimos ao acaso e deu tudo certo. Embarcamos as 00:11.
E eu segui ao encontro de todos os meus o sonhos.

2 comentários