31.05.2012 - Universal Studios

E lá vamos nós outra vez. Acordamos acabados. Eu reclamando horrores ainda de dor no pé e pernas, buscando ainda uma solução para diminuir a dor que eu tanto sentia. Mas me lembrei que a culpa disso tudo é exclusiva do meu sedentarismo e que só o tempo talvez me ajudasse. Então segui firme e forte, ou melhor, nem tão firme e nem tão forte, mas presente.

No dia anterior a minha mochila da Guaraná Brasil que eu tinha levado do Brasil estorou :/ . E o Mateus não tinha levado o óculos de sol dele, então estava reclamando bastante por conta do sol. Fomos correndo até o  Premium da Int Drive para passar na Oakley. Compramos o óculos para ele, eu comprei uma mochila pequena do jeito que eu queria e pronto.

E lá fomos nós rumo a Citiwalk e consequentemente a Universal. Estávamos muito ansiosos pois era mais um dia de primeira vez.

(A parte mais legal em reescrever tudo o que vivi, é que me vejo radiante como nunca me vi em nenhum outro momento da minha vida, é algo simplesmente surreal reviver tudo isso através das fotos, embora para mim pareça que nem aconteceu)

 Mateus realizado em ter seus óculos de sol, eu aproveitei e comprei mais um que amei quando vi. Ele lembra bastante o Wayfare da Rayban, mas ao mesmo tempo possui as laterais mais quadradas. (Fiquei até feliz quando vi a Nina Dobrev com um igual)

E lá fomos nós para toda aquela andança do estacionamento até a efetiva entrada de Citiwalk e depois até a Universal.

Conforme a minha promessa, mais um dia de antes de tudo comer Cinnabon

Marido tinha muito pique, então quase que constantemente ele estava um passo a frente rsrsrs.

Vimos que a frente do Nascar nos carros, estava até vazio, então resolvemos parar para tirar algumas fotos, porque quase sempre quando passamos nos outros dias estava cheio.


 De repente, Mateus sai correndo e pede para tirar uma foto no outro carro que ficou vazio, quando viramos para acompanhar, ele já estava nesta pose em cima do capô do carro, fiquei um pouco brava na hora, mas não pude deixar de fotografar a alegria dele.
E depois disso ainda saiu mais uma foto,  Mateus disse que faria algo diferente. E não é que fez mesmo ?

Como já estávamos super atrasados, resolvemos parar para fazer fotos dos locais que estariam mais vazios por conta do horário. Então pudemos fazer toda esta parte com calma, ou uma bela tentativa disso.
Mateus estava muito inspirado, quis tirar muitas fotos e foram diversas poses diferentes. Estava radiante.


E chegamos. Visualmente foi um dos meus parques favoritos. Me pediram para responder uma pesquisa, lá fui eu.


Seguimos andando.

Logo em que chegamos estava rolando um som, resolvemos parar lá para ouvir um pouco e fui logo filmar, mas esqueci que quando se está com uma filmadora na mão, não se pode dançar, aí imagina como a filmagem ficou boa e bonita, nada tremida. Quis morrer quando vi. Mas nem sempre é possível pensar com a raiz. :/

O reflexo do cansaço no rosto, já nem me preocupava em usar corretivo, maquiagem e o restante nem tinha pique para fazer. Então usava sempre os óculos escuro, mas vez ou outra não tinha como fugir e era visivel ver como estava esgotada de forma fisica nos primeiros dias, mas eu nem ligava.

A fila do Shrek estava de 15 minutos, então fomos para lá e nos sentamos no chão para esperar. Entramos e que bonitinho, muito bem feito. Mas o Mateus tem pavor de aranha e na hora em que elas aparecem ele entrou em pânico, chorou bastante e tivemos de acalmá-lo, mas nada que tenha feito com que a atração perca o seu brilho. Adorei.
Saimos do Shrek e fomos direto ao Twister. O Mateus entrou em pânico naquela parte da simulação do filme, ele gritava : "Vamos morrer, nós vamos morrer e chorava", mas ali nem tinha como sair, então ficamos assim mesmo, porém não deu para prestar muita atenção.
Este parque me ganhou na simplicidade, nos detalhes em me remeter a outra época, outro tempo, fiquei encantada, emocionada, feliz. Realizada.

Resolvemos ir a Múmia, achamos que era um simulador (não sei se esta é a parte boa ou ruim ao não pesquisar nada sobre um parque rs), então descobrimos lá em cima que era uma ride. OK.OK. Eu amo rides, vamos nessa. Gzuis amado. Nunca gritei tanto na minha vida kkkkkkk.

Em seguida resolvemos almoçar, fomos em um fast food, acho que chamado Louis. Comi um macarrão com molho branco, gostosinho até. Aí a chuva começou, sentamos naquelas casinhas que tem ali e ficamos esperando passar.

Seguimos andando por Hollywood e vimos que tinha acabado de acabar um show do Blue Brothers, então fomos olhar no folheto a hora em que teria outro show. Queríamos muito ver, gostamos muito de música antiga, seja blues, jazz ou rock. Mateus também adora. Então seria um momento que teríamos os três.

Mais uma paixão que temos em comum : carros antigos. Então perdemos um bom tempo vendo e fazendo fotos.
Tive de sentar um pouco para descançar, meus pés estavam muito doloridos. Mas menos do que os outros dias, tênis foi a melhor solução que achei. Mateus aproveitou e foi com a minha cunhada no Arcade.

Enquanto estávamos na área do De Volta para o Futuro, vimos que ira começar outro show do Blue Brothers, ali na rua da frente, mas ficamos lá esperando. E vimos eles ali pertinho da gente e pedimos para tirar fotos, eles aceitaram, meio marrentos, não sei se por personagem ou se por personalidade, mas enfim, o que importava era a foto. 

O show é muito bom, muito animado. Nos divertimos. Dançamos, cantamos. Em um momento em que eles descem do palco e fazem um trenzinho dançando no meio das pessoas, ao final disso, do caminho o Mateus estava lá dançando sozinho. Então eles pararam e começaram a dançar com ele, foi muito legal. Fiquei muito emocionada em ver o meu filho tão pequeno e tão feliz, realizado.

Fui perguntar sobre a parada e vimos que já estava bem perto da hora de começar, então nos dirigimos para Universal Boulevard ou seria Hollywood ? Ah não me lembro mais, mas foi na frente do Twister. Nos sentamos na calçada e ficamos esperando. Estava muito ansiosa por esta parada.
Esperamos por aproximadamente 30 minutos. E a parada começou. Bem tranquila para assistir na área da Universal. Sem empurra, empurra, sem aperto.
Meu Malvado Favorito é um dos meus desenhos favoritos, droga, fiquei emocionada de novo, outra filmagem que foi para o espaço certamente (ainda não assisti), mas possivelmente como eu estava chorando, deve ter ficado tremida. Os minimins vem a frente, em diversos carros diferentes.


Em seguida vem outro carro com o Gru e as meninas, ai que lindo. Muito bem feito os personagens.

Não são lindas ? Amei, amei, amei. A música é uma delícia.

Em seguida vem o pessoal da área do Bob Esponja, Mateus ficou encantado em vê -los


Em seguida veio a Dora Aventureira, que o Mateus assistia quando eram mais novos, mas também adora.
E logo a parada acabou. É bem simples e bem curtinha, mas foi muito bonita de ver. Adorei.

Saimos de lá e seguimos andando para a area do Jaws, boa parte dali já estava em reforma. E a fila para tirar foto no Tubarão estava bem grande e eu não quis esperar. Mateus acabou dormindo neste meio tempo.

O cansaço me bateu forte de novo, eu sentia muita dor, muita mesmo. Mas não queria estragar o passeio de ninguém, achava que seria injusto. Então continuei insistindo lutando contra eu mesma, sedentarismo é péssimo.

Fomos então para a loja do Bob Esponja, comprar algumas coisinhas.

De lá voltamos andando pela parte de trás para sair na parte do Exterminador.

Terminamos assim nosso dia maravilhoso. Saindo de lá fomos jantar no Nascar.

Pedi um Drink de Morango, muito bom, mas para variar muito grande. E cada um de nós pediu um lanche, mas o meu era muito grande e eu troquei com o marido. O atendimento no Nascar é bom, porém é muito demorado, tudo demora demais. E acaba se tornando um pouco cansativo.


2 comentários