Diário de Bordo - Segundo dia em Miami

Dia 28.05.2013

Novamente meu marido foi o primeiro a acordar, o dia estava meio chuvoso, garoava e parava.


Não havíamos feito roteiro algum para Miami, estávamos meio que no "deixa a vida levar"

E enquanto o marido se arrumava, eu e o Mateus acordamos, nos vestimos e começamos a brincar de pega pega e montinho pelo quarto.

Então o marido ficou pronto e levamos uma bronca, pela zona que havíamos feito no quarto. Porque a brincadeira também incluiu guerra de travesseiros, cobertor e tudo o que tinha na frente, ou quase isso.

O Mateus danado, pegou a camera e começou a tirar fotos.

Estávamos comemorando nesta viagem os nossos 10 anos de casados.

Como tínhamos ainda algumas horas livres, resolvemos passear pela Collins.

Como no dia anterior a galeria do Romero Britto já estava fechada, voltamos, porque queríamos comprar algumas peças para nossa casa (que até hoje estão embrulhados)

Na galeria, não é permitido que você fotografe uma peça, principalmente as peças que não são reproduzidas em série. Sempre precisa ter alguém da família na frente do quadro e são permitidas apenas duas fotos por família, regra essa que acabou sendo autorizada pela vendedora que tirássemos mais, pois estávamos comprando.

Para se ter noção, algumas destas peças únicas, chegam a custar USD 10.000,00. Não você não leu errado, custam por volta de Dez Mil Dólares. Enquanto as reproduzidas em série, você compra por USD 150,00 cada em média, dependendo é claro, do tamanho.

Então quadros escolhidos (não, não foi nenhum destes) Fomos para a outra parte, lá no fundo da loja, onde ficam as miniaturas.

E essa estante é uma perdição aos Disneymaníacos como nós. Porque o Romero é o único artista autorizado pela Disney, a mudar os personagens, nas cores e etc... Por este motivo existe uma linha, que a todo momento vão saindo novas peças. Tem peças a partir de USD 35,00 o problema está em conseguir ficar em uma só.
As maiores custam na faixa de USD 89,00 não é um valor tão caro também, eu particularmente, acho que vale muito a pena.

Compras feitas, hora de ir embora. Só que não.

O Romero também foi o único artista "convocado" para personalizar as bolas da Copa do Mundo. Três delas ficam em exibição na galeria.

Saímos de lá e eu tirei uma foto deste cachorro. Porque ? Não sei também. Whatever, continuemos.

Lembrei que eu precisava ir ao Miami Ink, afinal hoje já não era mais feriado and deveria estar aberto, meu marido não concordou logo de cara, mas acabou cedendo.

E ? Fomos é claro. Quando chegamos lá o Darren estava tatuando. E eu queria tatuar, mas ao me cobrarem USD 400 dólares para uma estrelinha mínima eu desisti. Ainda perguntei se poderia ser com o Amy James (porque aí sim, eu até pagaria, imagina ? Cara é master) mas ele estava em NY e só atendia com horário marcado e com antecedência. Então sim, podia. Desde que eu marcasse.

Essa é a recepcionista deles. Quando ela viu que éramos do Brasil. Ela nos disse que muita gente ia até lá, então poderíamos ficar a vontade e tirar quantas fotos quiséssemos.
Quando ela viu que o Mateus sabia quem era o Amy James e que curtia tatuagem, ela ficou super feliz e deu vários adesivos autografados para ele (me perguntem onde está isso meus amigos ? Só Deus sabe)

Então, antes de tirar foto, fomos olhar tudo, claro que existe uma "área" permitida.



Pensei que quando o Darren acabasse de tatuar, ele viria falar conosco. Só que não. É óbvio que não pedimos nem nada, só ficamos lá, vendo cada coisa e pronto. Mas ele nem tchum para nós.

Foi muito bacana, o studio é muito louco. E vende muita coisa. Mateus ficou encantado.

 Foto tirada pelo Mateus.

Yes, nos temos tattoo. O mais engraçado disso tudo ? Eu assistia Miami Ink e pensava : Nossa, eu preciso conhecer este lugar, quero muito ir neste estúdio e coisas neste sentido. Mas é aquilo, sem pretensão alguma. Até porque, Miami nunca esteve nos meus planos. Mas existem coisas na vida, que são tão fortes dentro de nós, que acabam acontecendo da forma com que idealizamos anos atrás. E lá estava eu.

Saindo de lá, seguimos para a Ocean Drive, sentido South Beach. Ainda tínhamos algumas horas livres e era hora de sugar até o último.


E seguimos, e seguimos.

Essa só os fortes entederão. XOXO.

Resolvemos parar para ir dar uma caminhada na praia. E pra que zona zul não é mesmo ? Aqui é tudo prático, você vai, paga, imprimi e pronto. Coloca no vidro do carro.

Pula sai do chão. Ser básico para quê né ?!

E os meninos foram caminhar.

Quando íamos nos sentar para ficar um pouco relaxando, eis que começou a chover de novo. Um sinal que era nossa hora de partir.

Então, seguimos rumo a Orlando. Mas a continuação e como foi até lá, vai ficar para a próxima postagem.

Beijos.

Escapadinha

Gente, eu não abandonei o blog não.

Só acontece que a cada diário de bordo eu gasto muitos dias fazendo e minha vida off line, anda muito corrida.

Nesse meio tempo acabei já viajando mais uma vez : Miami e Orlando agora neste feriado, mas foi super rapidinho. Mas isso eu só vou contar depois de acabar o outro, mas garanto que tenho muitas novidades, então vou dar um jeito de ser mais rápida nas postagens e pelo menos uma vez na semana deixar um dia a mais postado.

Afinal, agora já tenho 3 viagens para relatar.

Além disso, criei um novo blog, neste outro eu falo sobre culinária, livros, seriados, filmes e produtos de beleza. www.bookspelagi.blogspot.com.br

Beijos e até a semana.